A Paróquia

Embora haja divergências no que concerne a data da fundação da Igreja de Santa Cecília, sabe-se que em 1860, moradores da cidade de São Paulo fizeram um abaixo-assinado requerendo à Câmara Municipal a construção de um templo em honra a Santa Cecília e também em honra a São José.

Na mesma época, um terreno havia sido doado para essa finalidade, na região oeste da cidade, no largo do Arouche entre a Rua América e a antiga Estrada de Campinas.

Em abril de 1861, foi depositada a pedra fundamental e construída no local uma capela provisória, de madeira, dotada de corredores laterais e um altar principal.

Passou a ser conhecida como “Capela de São José e Santa Cecília”, que subsistiu por onze anos. Por isso comemora-se sua fundação em 21 de abril.

No ano de 1882, foi promovida a construção de uma nova igreja com todas as regras de arte e quem faz o projeto é o engenheiro Luís Pucci, conhecido por ter projetado a Casa de Misericórdia de São Paulo.

Em 1895, a partir de seu desmembramento foi realizada a construção da Igreja de Santa Cecília, desta vez elevada a Paróquia no local onde atualmente está situada.

Seu primeiro vigário foi o Padre Duarte Leopoldo e Silva, que futuramente seria o primeiro Arcebispo de São Paulo. Ele permaneceu na paróquia por 6 anos, organizando os fundamentos da paróquia e idealizou a construção de uma igreja definitiva e contratou Benedito Calixto e Oscar Pereira da Silva para para pintar os murais e as telas que adornam a igreja.

Foi o terceiro pároco, Monsenhor Pedrosa, que conseguiu fundos para terminar de vez a igreja, adquiriu o órgão e resguardou um dos sinos da antiga Igreja da Sé que tocou nas festividades da Independência.

A paróquia foi definitivamente inaugurada em 1901.

Em 1947 veio o Padre Lino dos Santos Brito e em 1988 iniciou o trabalho do Pe. Alfredo Nascimento Lima, que restaurou toda a Igreja, criou mais horários de missas, atende diariamente a comunidade e os fiéis e está até os dias atuais na Paróquia.

A Igreja de Santa Cecília possui, em sua decoração 6 painéis que estão posicionados de forma cronológica da esquerda para a direita e retratam ciclo de vida e morte de Santa Cecília, abrangendo desde o Batismo de Valeriano, seu esposo, até os funerais de Santa Cecília.

Há, também, dois painéis representando a conversão e martírio de Pedro Correa e João de Souza e painéis com alguns santos martirizados: São Tarcísio, São Lourenço, Santo Estêvão e São Piónio de Esmirna.

Além disso, conta com painéis dos doze primeiros bispos de São Paulo e dos doze primeiros papas martirizados.

Na cúpula da Igreja de Santa Cecília estão representadas as quatro virtudes CARITAS, JUSTITIA, FIDES e SPES.

A Paróquia foi um dos santuários jubilares no ano de 2000 e é considerada uma das igrejas mais bonitas da cidade.

Rolar para cima